0
Participantes
0
Dir. Serviço
0
Pres. Cons. Admin.
0
Conv. Especiais

Comissão Organizadora

Sergio Azevedo DS ULSAM

O OFTALGEST é a primeira reunião de dimensão nacional, centrada numa especialidade, exclusivamente dedicada a temas relacionados com a sua gestão, e que reúne todos os stakeholders envolvidos no planeamento do seu futuro, e da sua atividade no SNS. Aborda a especialidade numa perspectiva interna, da realidade dos Serviços, mas tambem num patamar macro, nacional e do seu enquadramento no sistema de saude. Promove o debate entre clínicos, gestores, administradores e representantes de entidades governamentais na área da saúde num processo de construção conjunto de uma visão para o nosso Sistema de saúde. O OFTALGEST é muito mais que uma reunião sobre oftalmologia. É uma oportunidade de repensarmos o SNS e o sistema de saúde na sua globalidade, através de uma especialidade que pela sua preponderância deve assumir a liderança do processo de reformulação que urge implementar no SNS. Somos todos solução.

Augusto Magalhães Presidente do Colégio de Oftalmologia

"A criação de um espaço de debate sobre gestão em oftalmologia é uma iniciativa inédita e louvável no atual contexto social e político. É do maior interesse juntar visões necessariamente diferentes, mas complementares, capazes de promover uma discussão profícua entre médicos especialistas e decisores nas áreas de gestão técnica e política."

Rufino Silva Presidente Sociedade Portuguesa de Oftalmologia

A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia – SPO- associa-se, com grande espectativa, às “Primeiras Jornadas de Oftalmologia da ULSAM – O Futuro da Oftalmologia no SNS”. São umas jornadas diferentes, cujo tema é Gestao na Oftalmologia, e por isso devem merecer a nossa atenção muito especial. Estão dedicadas a médicos Oftalmologistas e a Gestores das Unidades de saúde. As transformações na área da saúde, e na Oftalmologia em particular, dentro e fora do SNS, em todas as suas vertentes, têm sido rápidas, nem sempre devidamente sustentadas, traduzindo interesses diversos e refletindo um poder de intervenção cada vez mais reduzido por parte dos clínicos. Mais de metade dos Oftalmologistas trabalham exclusivamente fora do SNS. É premente a necessidade de os Oftalmologistas debaterem a gestão na saúde e na Oftalmologia em especial, os modelos de organização do trabalho e do seu financiamento, a retenção e valorização profissional dos Oftalmologistas, a convergência entre médicos e gestores e a defesa do interesse dos doentes. O futuro da Oftalmologia, dos Oftalmologistas e dos doentes depende muito do papel ativo de todos os Oftalmologistas na construção de modelos de Gestão eficientes e sustentáveis. Estas são razoes mais do que suficientes para tornarem estas jornadas um dos grandes eventos da Oftalmologia nacional em 2022.

Fernando Falcão Reis DS CH São João

Na prestação de cuidados de saúde de oftalmologia em Portugal estão envolvidos o sector público e o sector privado. Ambos têm um papel incontornável e não podem ser ignorados. O sector privado, porém, não se limita aos hospitais privados. Os hospitais privados têm tido uma grande visibilidade na discussão pública sobre o papel da iniciativa privada razão pela qual surge, aos olhos da população, como única alternativa ao Estado. Porém há outra vertente da iniciativa privada que mantém um peso significativo na assistência oftalmológica. São os consultórios particulares de oftalmologia. A reunião em Viana do Castelo constitui um forum adequado para a discussão da organização em rede de todos os consultórios particulares de oftalmologia dispersos pelo Pais. A associação de consultórios será, então, um importante skateholder que não deixará de ser tido em conta pelos serviços de saúde.

Pedro Menéres DS CHUP

A extraordinária evolução na Oftalmologia torna desafiante a gestão nesta especialidade. As necessidades crescentes de uma população com maior esperança de vida e consequentemente com mais patologias como cataratas, glaucoma, DMI ou retinopatia diabética, obriga a investimentos expressivos pelas organizações e aumenta as exigências na eficiência da atividade clinica. Há que valorizar os médicos Oftalmologistas no SNS, para adequadamente podermos assistir os doentes, designadamente os que apresentam risco de cegueira ou os que podem recuperar a sua visão com intervenções médicas. Está de parabéns o Serviço de Oftalmologia de Viana e o seu Diretor Dr. Sérgio Azevedo pela realização destas jornadas e pelo forte dinamismo e esforço aplicados no Alto Minho.

Joaquim Murta DS CHUC

O tema das I Jornadas do Serviço de Oftalmologia da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), “Futuro da Oftalmologia no SNS”, reveste-se de grande importância no contexto atual da política de saúde em Portugal. Vão ser abordados e discutidos temas de grande relevância, que exigem decisões a curto prazo, e com a participação de inúmeras personalidades com grande experiência. Os sistemas de saúde em todo o mundo debatem-se, cada vez mais, com o aumento significativo dos seus custos que, muitas vezes, não foi acompanhado com um aumento da qualidade, não obstante possuírem profissionais esforçados e muito bem treinados. A Organização Mundial de Saúde estima que 20-40% dos custos dos sistemas de saúde são desperdiçados por ineficiência. O principal objectivo de qualquer sistema de saúde deverá ser providenciar cuidados de qualidade cujo valor deverá ser definido pelos resultados em saúde (eficiência, elevada qualidade, óptima relação custo-efectividade, educação, etc), avaliados em função do financiamento alocado. Este objectivo deve ser a principal preocupação de todos os agentes envolvidos no sistema (doentes, sociedade, instituições hospitalares, seguradoras, companhias farmacêuticas, etc).

Pedro Nunes DS CHLO

"A Oftalmologia evoluiu de forma significativa nos últimos anos. Para quem, como eu, vai acumulando tempo largo de exercício profissional pode testemunhar a evolução para uma especialidade cada vez mais tecnológica, com uma capacidade de intervenção até há pouco nem sonhada. Ao mesmo tempo a exploração de novos desafios se por um lado faz navegar o oftalmologista em mares desafiantes cruza a ténue fronteira entre a resposta à doença, a cura ou a prevenção do dano e o responder a um desejo, um sonho uma vontade. Como viverá a especialidade confrontada entre o exercício da Medicina e a prestação de serviços? Como será possível assegurar cuidados universais quando o desenvolvimento exponencial da tecnologia torna a progressão dos custos geométrica? Nestes tempos pós pandémicos vai ser interessante debater a oftalmologia não pelo prisma do novo avanço tecnológico mas pela sempre eterna reflexão do que é humano."

Miguel Lopes Sec. Geral APAH

Review Text

    Press Review

    https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1128543954558864&id=104726470273956

    www.facebook.com/1813045778987520/posts/2871926873099400/

    I OFTALGEST – O futuro da Oftalmologia no SNS 2022 (justnews.pt)

    I Oftalgest | Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (spoftalmologia.pt)

    I Oftalgest Viana debate futuro da oftalmologia no SNS | OftalPro

    https://www.justnews.pt/noticias/oftalmologia-nos-cuidados-de-saude-primarios-uls-do-alto-minho-quer-implementar-projeto#.YjkUWOrP38o

    Programa

    Presenças Confirmadas

    • Augusto Magalhães, Pres. Colégio Oftalmologia.
    • Rufino Silva, Pres. Sociedade Portuguesa de Oftalmologia                               
    • Guilherme Santos, ULSN
    • Sérgio Azevedo, ULSAM
    • Fernando Vaz, CH Braga
    • Natacha Moreno, H. Santa Maria Maior
    • António Fernandes, H. Senhora Oliveira 
    • João Agulha, CHMA
    • Nuno Ferreira, CHTMAD
    • Filipe Esteves, CHTS
    • Paula Tenedório, ULSM
    • José Lemos, IPO Porto
    • F. Falcão Reis, DS CH São João
    • Pedro Menéres, DS CHUP
    • Dália Meira, CHVNGE
    • João Chibante, CHEDV
    • Joaquim Murta, CHUC
    • Emília Cardoso, HD Figueira da Foz
    • Joaquim Estrada, CH Tondela-Viseu
    • João Paulo Sousa, CH Leiria
    • Walter Rodrigues, CHULN
    • Rita Flores, CHLC
    • Pedro Nunes DS CHLO 
    • Sandra Barrão, IGP
    • Isabel Prieto, H. Prof. Fernando Fonseca
    • Nuno Campos, HGO
    • Manuel Paulo, CHMT
    • Margarida Miranda, H Beatriz Ângelo
    • Filipa Rodrigues ULSLA
    • Isabel Lares, H. Faro CHU Algarve
    • Sandra Moniz, SESARAM
    • Gil Resendes, Hospital Ponta Delgada
    • Franklim Ramos, PCA ULSAM
    • Manuela Duarte, VE CA ULSAM
    • Cristina Roque, DC ULSAM
    • Fatima Fonseca DC CSP ULSAM
    • Rosário Barros, Enf. Diretora ULSAM
    • Joaquim Barbosa, PCA Hosp. Santa Maria Maior
    • Fernando Araújo, PCA CH São João
    • António Taveira Gomes, PCA ULSM
    • Ana Veloso, DC ULSM
    • Ana Rita Castanheira, PCA CHTMAD
    • Paula Marques, DC CHTMAD
    • Rui Guimarães, PCA CHVNGE*
    • João Porfírio Oliveira, PCA H. Braga
    • Carlos Silva, PCA CHTS
    • Henrique Capelas, PCA H. Senhora Oliveira, Guimarães
    • Antonio Barbosa, PCA CHMA
    • Carlos Santos, PCA CHUC
    • Celia Cravo VE CHUC
    • Manuel Veríssimo, PCA H.D. Figueira da Foz
    • Alexandra Ferreira, VE HFF
    • Luis Amaro, PCA HGO
    • Licínio Carvalho, PCA CH Leiria
    • Rita Perez, PCA CHLO
    • Elsa Baião, PCA CH Oeste
    • Filomena Rodrigues, DC CH Oeste
    • Erica Cardoso, PCA IGP
    • Vera Escoto, DC ULSNA
    • Catarina Arizmendi PCA ULSLA
    • Pedro Ruas, VE ULSLA
    • José Sousa e Costa DC ULSLA
    • Luis Nobre, Presidente CM Viana do Castelo
    • João Pedro Vieira, Adjunto Secretário de Estado Saúde
    • Vitor Herdeiro, PCD ACSS
    • Sandra Brás, VCD ACSS
    • Teresa Pêgo, Coordenadora Unidade Central de Gestão Acesso ACSS
    • Teresa Oleiro, ACSS
    • João Reis, ARS Norte
    • Luis Pisco, PCD ARS LVT
    • Filomena Mendes, PCD ARS Alentejo
    • Alexandre Lourenço, APAH
    • Delfim Rodrigues, APAH
    • Miguel Lopes, Secretário Geral APAH
    • Eduardo Castela APAH
    • Delfim Rodrigues APAH
    • Beatriz Correia Enf. Gestora, ULSAM
    • Samuel Sousa, Enf. Coordenador da Escola de Formação da ULSAM
    • Nuno Jacinto, Presidente APMGF
    • Aldina Reis, Presidente APOR
    • João Ribeiro, Pres. Colégio Esp.  Farmácia Hospiatalar, Ordem Farmacêuticos
    • Diogo Ponte, Mais Participação Melhor Saúde
    • Eurico Alves, Presidente da Convenção Nacional de Saude
    • Antonio Marques, Presidente do Colégio de Anestesiologia 
    • Teresa Almeida, Anestesiologista IGP
    • Jose Pires de Sousa, Ordem Enfermeiros
    • Heitor Costa, Apifarma
    logo unicor png

    Visite as nossas Redes Sociais

    app-oftalgest-istore-googleplay

    Descarregue a nossa App OftalGest

    Acompanhe todas as novidades de perto.
    Aplicação disponível na App Store e na Google Play Store